Palestrante: Carlos Nobre

Carlos Nobre

Os desafios para um futuro sustentável

Pesquisador-titular e coordenador do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e integrante do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 2007.

Natural de São Paulo, graduou-se em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em 1974, e no ano seguinte começou a trabalhar em Manaus no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). Isso abriu-lhe todo um novo campo de interesses, mas carecendo de formação adequada para pesquisar nele, fez um doutorado em Meteorologia no Massachusetts Institute of Technology. Ali permaneceria até 1982, estudando Meteorologia Dinâmica da Região Tropical com Jules Charney e Jagadish Shukla, pioneiros da construção de modelos climáticos.

Voltou depois ao Brasil, sendo hoje cientista sênior do INPA. Já trabalhou na coordenação de grandes projetos científicos na Amazônia e, entre suas muitas atribuições oficiais, foi chefe do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos e do Centro de Ciência do Sistema Terrestre do INPE, titular da Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação, chefe do Comitê Científico do International Geosphere Biosphere Programme, Alto Conselheiro Científico do Panel on Global Sustainability da ONU e membro do Conselho Científico da Secretaria-Geral da ONU.

É membro da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Ciências dos Países em Desenvolvimento e senior fellow da divisão brasileira do World Resources Institute. Tem grande bibliografia científica, sendo um autor de referência internacional e está entre os principais do Quarto Relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, pelo que recebeu, junto com toda a equipe envolvida, o Prêmio Nobel da Paz em 2007. Este grupo de notáveis foi liderado pelo ex-vice-presidente e ex-candidato à Presidência dos Estados Unidos, Al Gore.